Apesar de todos os esforços e iniciativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), International Association for the Study of Pain (IASP) e da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED), a dor ainda é um sintoma mal avaliado e subtratado.

A pesquisa "O Controle da Dor Oncológica no Brasil: avaliação, controle e terapêutica", promovida pelo Instituto Viver Hoje, tem por objetivo buscar informações da  realidade, mostrando, de  forma qualitativa, em um levantamento não sistemático, os principais problemas encontrados em nosso meio. Observamos um grande grau de desinformação e, como era de se supor, alta incidência de sintomas e tratamento inadequado, na maioria das vezes, perpetuando o sofrimento e deteriorando a qualidade de vida dos pacientes.

O retrato instantâneo traçado deve servir de alerta e inspiração para que o assunto seja discutido de forma séria e apropriada, para que se melhore a terapia de suporte e o controle de sintomas em pacientes portadores e tratados por neoplasias malignas.

A coordenação do projeto é do Dr. Ricardo Caponero – Coordenador do Centro Avançado de Terapia de Suporte e Medicina Integrativa – CATSMI – do Centro de Oncologia do Hospital Oswaldo Cruz e membro do Comitê Científico do Instituto Viver Hoje.

Acesse agora: Pesquisa sobre Dor Oncológica