É possível superar o câncer com leveza?
   É possível superar o câncer com leveza?

Se eu te disser que é possível superar o Câncer com leveza, você acredita?

Te juro que eu consegui!  Deixa eu te contar um pouquinho da minha história...

Em junho de 2014, quando eu fui diagnosticada com câncer de mama,  eu me senti totalmente sem chão, perdida, sozinha. A única coisa que pensava era que não queria morrer.

Não conseguia pensar em nada mais, só a ideia da morte preenchia o meu pensamento.

E, com ela, a sensação de fracasso... A frustração por não ter realizado a metade das coisas que gostaria,  a sensação que a vida tinha passado  muito rápido...

Eu me lembro que à tarde, fui à clinica , porque o médico que me diagnosticou queria conversar comigo pessoalmente. Ele me explicou uma série de coisas, mas estava tão aérea que captei muito pouco do assunto.

O que ficou na memória do diagnóstico do médico foi: "Você recebeu uma má notícia. Precisa ser forte, mas a boa notícia é que nós conhecemos o inimigo e sabemos como combatê-lo".

Na verdade, eu não sabia nada do que estava acontecendo comigo, eu não tinha casos de câncer na família, então, eu só sabia que o câncer é uma doença grave que mata.

E eu tinha que me preparar rápido para a batalha. Tinha que aprender tudo o que pudesse sobre o inimigo para vencê-lo.

E de uma hora pra outra, eu tive que me familiarizar com termos que eu nunca havia escutado antes:  linfonodos, esvaziamento axilar, quimioterapia branca, vermelha, hormônio-dependente..

Eu senti muito medo e eu tinha muitas dúvidas.

A primeira pergunta que fiz para o médico foi: Câncer é uma doença da alma? Ele me falou de mutação genética, que eu até acredito. Mas o que causou essa mutação nas minhas células?

Então, comecei a buscar respostas…

Eu só queria uma chance! Eu me prometi que se eu tivesse uma segunda chance. Dessa vez, eu iria fazer a minha vida valer à pena.

Eu iria viver de verdade, fazer algo que me orgulhasse,

Então, eu tomei três decisões que foram fundamentais para eu superar o meu câncer e   alcançar um novo nível de contentamento, satisfação e plenitude na minha vida pós câncer :

  • Decidi que iria lutar contra o câncer com o máximo de leveza que conseguisse.
  • Decidi que iria aprender tudo o que pudesse não só sobre essa doença, mas especialmente, com essa experiência.
  • Decidi que não iria deixar barato para o câncer e, de alguma forma, tiraria "lucro" desse "prejuízo".

Tinha levado uma rasteira da vida, mas decidi que não ia permanecer caída no chão.

A primeira lição que  o câncer me ensinou é que não temos o controle de absolutamente nada. Não controlamos a nossa vida, como eu sempre acreditei.

Mas também aprendi que, ainda assim, podemos escolher como vivê-la, e eu escolhi: Com leveza.

Entendi cedo a oportunidade, mesmo que sofrida, que a vida estava me dando para aprender e, consequentemente, crescer.

A maioria das pessoas que estão enfrentando um câncer não enxerga nada além do sofrimento.

Mas, eu estou aqui pra te dizer  que existe muito mais que isso!

O Câncer foi o meu despertar. É exatamente isso o que eu sinto, como se eu tivesse acordado de um sono profundo...

Terminei o meu tratamento há quase um ano, estou curada (de corpo e alma) e mudei a minha vida radicalmente!

Fechei uma empresa que possuía há 15 anos e já não me dava prazer, pelo contrário, me causava muito stress!  Tirei da minha vida tudo o que não me fazia bem: Trabalho, hábitos e relacionamentos.

Hoje tenho um estilo de vida muito mais saudável e alinhado com quem eu sou de verdade. Me tornei Coach, Escritora e Palestrante e sou muito mais realizada e feliz!

Eu me sinto muito orgulhosa com o que estou fazendo com a minha segunda chance e, olhando pra minha trajetória, eu penso:

"Imagina quantas outras mulheres estão sofrendo por conta do diagnóstico,  se sentindo sozinhas, perdidas, e quantas outras que mesmo depois de terminado o tratamento, continuam reféns do câncer. Com medo da metástase, não sabem por onde recomeçar a sua vida."

Por que é muito comum que mesmo depois de anos diagnosticadas,  e  já curadas,  algumas mulheres ainda se sintam perdidas, amedrontadas, com uma sensação  de vazio.

E isso acontece porque elas não conseguem se readaptar...

É como se a gente enxergasse com o câncer algo que quem não viveu essa experiência não consegue entender. A gente sentiu na carne o quanto a vida é frágil e nós somos transitórios. E depois que a gente vê essa verdade não tem como fingir que ela nunca existiu. A vida nunca mais vai ser a mesma!

Acontece que muitas mulheres não sabem o que fazer com essa verdade, e depois de curadas se sentem ainda mais perdidas, porque elas percebem que já não são as mesmas pessoas e não dá pra viver como antes.

Eu sei o quanto ter um Câncer pode ser devastador. Mas eu acredito também que essa  pode ser a sua Maior oportunidade de Crescimento Pessoal!

Ninguém escolhe ter um Câncer. Mas você pode decidir como vai passar por ele.

A mulher que você vai se tornar depois do Câncer depende das suas escolhas HOJE!